28 de jul de 2011

Concurso público da prefeitura de Joinville

Professores e Acadêmicos,

Comunicamos que os formados em Pedagogia na UNIASSELVI que foram aprovados no Concurso Público no Edital 001/2011, da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Joinville, e ingressaram com Mandado de Segurança no Ministério Público, receberam Parecer Favorável.

Pedimos que a informação seja socializada com a comunidade acadêmica.

PARABENIZAMOS OS APROVADOS!!

Adriana Guedes Vila Nova Araujo
Claudete Felisbino Conaco
Daniela C.D.Dias
Elaine Cristina Berg
Elisangela dos Santos Avancini Heiden
Geane de Medeiros
Jaqueline Gonçalves
Joelma Maria Pimenta Scarpa
Lenita Goulart Garcia Carvalho
Liara Luciane dos Anjos Nehls
Maria de Jesus Laurindo Leite
Maria Regina Teixeira
Maria Rosana Guerra
Maria Terezinha da Cruz Alves
Marileia Bibow Przybylski
Monica Aparecida Asquino
Nadalete Felipe Vieira
Reni da Silva Lacerda Fernandes
Rita da Silva Lacerda Fernandes
Sandra Cidral
Silvana Plizzari de Campos Luciano
Sonia Maria Campestrini

* Alunos identificados pelo professor-tutor até a presente data.

O acadêmico que necessitar de orientações e documentos comprobatórios da UNIASSELVI, favor procurar a Articuladora Patrícia ou a Coordenadora do Polo de Apoio Presencial, Raquel.

Festival de dança de Joinville - Meia Ponta

O Meia Ponta é um evento do Festival de Dança de Joinville voltado a crianças de 10 a 12 anos, mas a qualidade técnica e artística das apresentações não deixam a desejar. Os pequenos já demonstram futuro promissor na dança. Confira um pouco do que rolou nesta competição

1ª Webconferência para os tutores externos

No última segunda-feira, dia 25, nas dependências da AUPEX, aconteceu a 1ª Webconferência para os tutores externos sob a monitoria da articuladora pedagógica Patrícia Elaine Medeiros.
As ministrantes foram as professoras Elisabeth Pemzlien Tafner - coordenadora dos professores tutores externos e a professora Kátia Solange Coelho - coordenadora do curso de Pedagogia. 
Os  assuntos abordados foram A dinâmica dos encontros e a Avaliação nos polos. 




Apresentação de trabalhos de Matemática

Apresentação de trabalhos de Matemática da turma MAD 0094. Professor Aparecido Parente.

26 de jul de 2011

Comemoração de aniversário

No dia 17 de julho foi o aniversário da professora Cristiane Viana Paim e a turma de Pedagogia preparou uma bela festinha surpresa. Parabéns, professora Cristiane!

EAD como diferencial de qualidade

No dia 21 de julho, o presidente da ABE-EAD - Associação Brasileira dos Estudantes de Educação a Distância, Luciano Formighieri, esteve presente na AUPEX ministrando a  paletra EAD como diferencial de qualidade para as turmas de Serviço Social. Também estiveram presentes a vice-presidente da associação, Ardete Marcondes de Souza, o professore de Matemática, Arlei Ávila Lucksh, e as professoras de Serviço Social, Elayne Christina Sarmento e Jaciene Geraldo.


Ensino a distância

NEAD promove evento para lançamento de material editorial



Núcleo de Educação a Distância (NEAD) da UNIASSELVI realizou na noite desta quinta-feira, 21 de julho, no Auditório Galileu Galilei, em Indaial, o lançamento do Caderno de Formação: Material Instrucional. A cerimônia contou com a presença de autoridades institucionais, colaboradores e acadêmicos, bem como foi transmitida ao vivo, via webconferência, para todos os Polos de Apoio Presencial da UNIASSELVI.

Este caderno de formação trata-se de um referencial para os materiais instrucionais produzidos pelo NEAD. Em sua fala, o Pró-Reitor de Ensino de Graduação a Distância, Prof. Janes Fidélis Tomelin, destacou que o material é resultado do trabalho em equipe, proveniente de diferentes Grupos de Trabalhos (GTs). “O caderno orienta os atores a elaborar materiais instrucionais pensando no acadêmico de EAD, tarefa esta que exige o exercício de colocar-se no lugar do outro, já que produzir materiais na modalidade a distância implica delicadeza”, afirma.

Na sequência, o Prof. Evandro André de Souza apresentou a estrutura do caderno de formação, destacando a participação de cada GT ao longo das três unidades do caderno. E para exemplificar este trabalho em grupo (GT), a Profª. Kátia Solange Coelho abordou a metodologia aplicada e os resultados obtidos com o GT de Avaliação, que é parte integrante do caderno de formação.

A cerimônia contou com a presença do pró-reitor Operacional de Ensino de Graduação a Distância, Prof. Hermínio Kloch. O pró-reitor destacou o lançamento do material, enaltecendo a equipe coesa que desenvolveu o projeto e citou a qualidade como foco do trabalho desenvolvido pelo NEAD. “Quanto mais se pensa em qualidade, mais serão trabalhados os princípios norteadores da UNIASSELVI”, afirmou.

A diretora acadêmica do Grupo UNIASSELVI, Profª. Marilda Regiani Olbrzymek, creditou a dedicação do NEAD à paixão pelo trabalho e o espírito de equipe.

O Prof. Mauro Cesar Fistarol, vice-presidente do Grupo UNIASSELVI, salientou em seu pronunciamento a importância da UNIASSELVI para os cenários educacionais de Santa Catarina e do Brasil. “A educação muda o mundo. Por isso o grupo está imbuído na tentativa de construir, cada vez mais, elementos que possam inserir pessoas no ensino superior”.


21 de jul de 2011

Encerramento da pós-graduação em Contação de História

Contar histórias. Por cerca de um ano, nos aprofundamos nessa arte de levar às pessoas, literatura, emoção, imaginação e silêncio. Desvendamos a teoria, produzimos questionamentos, descobrimos novas dimensões para a voz e o corpo, através da condução de profissionais inseridos de capacidade, arte e paixão pela palavra e pela poesia. Entramos com algumas idéias, e saímos do curso com elas aperfeiçoadas, e agora, cada qual com seu caminho, poderá inserir em seu cotidiano, pessoal e profissional, novas maneiras de levar ao ouvinte emoções amplificadas que só a palavra proporciona e comunica.

Marinaldo de Silva e Silva


Conhecemos muitas pessoas bacanas, fizemos amizades e aprendemos muito com essa pós em Contação de Histórias e Literatura Infantil e  tivemos ótimos professores. Enfim podemos dizer que já estamos com saudades dos nosssos encontros!!!!.
Valneide Beltrame Heiden



19 de jul de 2011

Hospitais e ONGs empregam educador

Alternativas de trabalho fora da escola são aposta em pedagogia


PAULA NUNES - COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

O pedagogo vai sair da escola. Nos próximos anos, ele deve encontrar oportunidades de trabalho em ONGs, agências internacionais, hospitais e no setor de recursos humanos de empresas.

"O segmento do não escolar se amplia rapidamente", diz Roseli Fishmann, professora de pós-graduação da Faculdade de Educação da USP (Universidade de São Paulo) e coordenadora dos cursos de pós-graduação em educação da Umesp (Universidade Metodista de São Paulo).

Trabalhar fora da escola é condição permitida ao profissional desde 2006, respeitando resolução do CNE (Conselho Nacional de Educação).

Nesse contexto, está em alta a pedagogia hospitalar - atendimento a crianças que não podem ir ao colégio. "Isso se justifica pela ampliação desse setor desde a década de 1990", afirma Lucy Fernandes, coordenadora do curso de pedagogia do Centro Universitário São Camilo.

EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Outros desafios para o novo professor convergem: a educação inclusiva e a voltada para a cidadania, que abrem portas em projetos humanitários de agências internacionais e ONGs.

"A escolha de trabalharem projetos sociais,hospitais ou comunidades afastadas tem muito mais relação com a vocação do educador do que com uma busca por melhores salários",observa Fishmann. A docente ainda aponta o ensino a distância como um campo promissor devido ao seu caráter democrático. "É uma área muito ligada às novas tecnologias", menciona.

No setor de recursos humanos das empresas, o professor terá espaço como psicopedagogo - responsável por mapear dificuldades de aprendizado de funcionários.

NA ESCOLA

Segundo educadores ouvidos pela Folha, a tarefa de professor no seu conceito mais clássico ainda é o que leva à opção por pedagogia. A maior parte dos profissionais é absorvida pelo sistema público de educação, que oferece estabilidade e um plano de carreira.

Na contramão, perde em salários, menores que os de escolas particulares. Nos colégios privados considerados de excelência, um professor que tem três anos de experiência e fluência em língua estrangeira recebe,em média,R$6.000 mensais por 40 horas semanais. Sem experiência, mas com boa formação, incluindo uma especialização, a renda mensal alcança R$ 3.000.

Notícia disponibilizada no Portal www.cmconsultoria.com.br 

14 de jul de 2011

Caderno online Joinville 160 anos

Quer ter a sensação de folhear o caderno Joinville 160 anos na frente do computador? É só clicar na imagem abaixo e ler, na internet, como se estivesse com o jornal nas mãos.


Mostra de Dança Joinvilense



Às vésperas do maior festival de dança do mundo, a Cidade dos Príncipes apresenta a sua produção local, no evento Dança Joinville – Mostra de Dança Joinvilense que acontece dia 16 de julho, às 20 horas, na sala Agrippina Vaganova na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Trata-se de uma exibição feita exclusivamente por grupos de dança da cidade. Segundo os organizadores, a idéia nasceu da necessidade de mostrar que Joinville é capital da dança não só por causa do Festival, mas porque existem, sim, produções de qualidade aqui.
O evento, que acontece a cada dois meses, é produzido pelos próprios grupos que participam e a Escola Bolshoi cede algumas salas para ensaio. O valor recolhido com a venda dos ingressos é revertido para a Anacã, Associação de Grupos de Dança de Joinville, para arcar com custos das apresentações e da própria associação. Uma parte também é revertida para a manutenção das turmas associadas.

Os participantes desta edição são: Elos da Corrente, Studio de Dança Primeiros Passos, Cultura Urbana, Cristiane Momm Cia de Dança, Trup Cia de Dança Experimental, Manancial Ministério de Dança e Grupo de Dança Fernando Lima. Os ingressos podem ser adquiridos no local do evento, ou antecipadamente no Studio de Dança Dois pra Lá Dois pra Cá.

Serviço

O que: Mostra de Dança Joinvilense
Quando: dia 16 de julho, às 20h.
Onde: Sala Agrippina Vaganova, na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil
Quanto: Os ingressos podem ser adquiridos no local do evento, ou antecipadamente no Studio de Dança Dois pra Lá Dois pra Cá.
Informações: (47) 3025-7096



Fonte: http://nossajoinville.com.br

12 de jul de 2011

Nigel Marsh: como fazer o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional funcionar

Equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, diz Nigel Marsh, é importante demais para deixar nas mãos do seu empregador. No TEDxSydney, Marsh apresenta um dia equilibrado ideal entre tempo com a família, tempo para si e produtividade - e oferece incentivos empolgantes para colocar isso em prática.





Translated into Portuguese (Brazil) by Fers Gruendling
Reviewed by Fernando Scherner

ProUni divulga lista da segunda chamada

fonte:http://1.bp.blogspot.com

 
O Ministério da Educação divulgou nesta terça-feira o resultado da segunda chamada dos estudantes pré-selecionados para o ProUni (Programa Universidade para Todos).

A lista pode ser consultada no site http://prounialuno.mec.gov.br/, informando o número do Enem e CPF. A terceira chamada do programa será divulgada em 25 de julho.

O ProUni distribui bolsas de estudo integral ou parcial em instituições de ensino superior privadas. Segundo o MEC, neste ano foram oferecidas 92.107 bolsas, sendo 46.970 integrais e 45.137 parciais.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à instituição para confirmar as informações de sua ficha de inscrição e participar de eventual processo seletivo. O prazo começa hoje e vai até o dia 19 de julho.

Para concorrer às bolsas, os candidatos tinham de ter feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2010, ter atingido no mínimo 400 pontos na média das cinco notas do exame (ciências da natureza, humanas, linguagens, matemática e redação) e não ter zerado na redação.

Puderam se candidatar às bolsas integrais estudantes com renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo, que fizeram o ensino médio em escola pública ou com bolsa em escola particular, e sem formação superior. As bolsas parciais são para candidatos com renda de até 3 salários.

Professores da rede pública de ensino básico, que concorrem à bolsa em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia, não precisam cumprir o critério de renda, mas precisam ser efetivos.

Oportunidades de emprego


Clique sobre as imagens para ampliar

7 de jul de 2011

Momentos acadêmicos

Socialização de prática - Pedagogia


Momentos acadêmicos

Socialização de prática - Pedagogia


O período de adpatação e os benefícios da shantalla

Este é o tema do projeto desenvolvido por três professoras em um CEI de Joinville. Uma das integrantes da equipe de professoras inovadoras é Nelci Vera Schuck Medeiros, acadêmica da AUPEX , que faz o curso de Pedagogia - PED 9501.

 Leia abaixo a matéria do jornal A Notícia:


 Professoras usam técnicas de shantala em CEI de Joinville
Carinho e massagem são usados para deixar bebês mais confortáveis na creche


Gisele Krama | gisele.krama@an.com.br

Dez minutos de massagem diária são suficientes para deixar um bebê confortável, seguro e adaptado a um local diferente. É difícil de acreditar, mas essa situação é colocada em prática a cada dia no Centro de Educação Infantil Sigelfrid Poffo, no bairro Vila Nova.

Três professoras iniciaram este ano um projeto inovador na escola, mas que já é milenarmente conhecido pelas mães indianas. O trio usa de técnicas de shantala - massagem feitas em bebês - para que os pequenos alunos sintam menos a diferença entre casa e escola.

A pequena Izabella Haffner Mello, de apenas um ano, frenquenta pelo primeiro dia o CEI. Já na estreia, a menina ganhou sua primeira massagem. Foram minutos de descontração, descanso e relaxamento, num ambiente bem aquecido e com música ao fundo.

Nestes quatros meses de aula, a técnica vem sendo aplicada assiduamente pelas professoras Rute Gonzaga Leones Tavares, Nelci Vera Schuck Medeiros e Alexandra Débora Martins dos

Santos para deixar as crianças do berçário I mais tranquilas e para que se sintam mais acolhidas num ambiente que, para o bebê, é estranho nos primeiros meses de convivência. O resultado já são percebidos. As crianças estão mais calmas, mais efetuosas com as educadoras e levaram um período menor para se adaptar ao novo ambiente. Se antes esse processo era de pelo menos três meses, hoje no CEI Sigelfrid Poffo não passa de duas ou três semanas.

A cada dia, cinco ou seis crianças recebem cerca de dez minutos de massagem, num ambiente aquecido, pouco iluminado e com música ambiente para relaxar. Para a professora Rute, quando aplica essa técnica é muito importante o contato físico, o jeito de tocar no bebê para que ele se sinta calmo. Além disto, segundo Nelci, isso gera novo vínculo afetivo, um novo relacionamento com as professoras.

E o resultado disto já começa a aparecer. A criança fica mais solta, brinca mais.

Além de técnica, conhecimento

Para garantir esse ambiente mais acolhedor às crianças não é só ir massageando, precisa de técnicas e de conhecimento das implicações deste uso. Um deles é que para ter resultado é necessário que os pais também façam em casa. O que, em alguns casos, nem sempre é possível.

Nelci chegou a fazer curso de massoterapia, Rute tomou contato em curso na própria Secretaria Municipal de Educação, há muitos anos, e Alexandra aprendeu com as colegas de trabalho. Em Joinville, escolas de massoterapia e de cursos para gestantes oferecem as aulas de shantala. Alguns cursos de pedagogia tem essas técnicas incluídas em algumas disciplinas.

Aplicação antiga, mas só agora como projeto

A técnica de shantala já era aplicada há muitos anos no CEI, mas que somente em 2011 se tornou projeto e começa a se intensificar nos alunos do berçário 1, que atende crianças de quatro meses a um ano e três meses. Nesta turminha, são 15 pequenos que passam pela sala todos os dias e cada um recebe cerca de duas sessões semanais da massagem.

— Os pais gostaram da ideia. Alguns participam, aprendem e fazem em casa —, comenta a professora Alexandra.

Melhor qualidade no tempo entre pais em filhos

Não é só na escola que a shantala traz bons resultados. Em casa, como é mais comum de ser aplicada, a técnica, além de benefícios físicos para criança, estreita o laço entre pais e filhos. Segundo a professora Nelci, por exigir um ambiente diferenciado, essa massagem torna o momento de maior relação entre pais e bebês.

— Aumenta a qualidade do tempo entre eles —, diz.

Durante esses minutos os pais têm a oportunidade de conversar com o filho, não somente com palavras, mas com toques e carinhos. Além de dar uma atenção exclusiva, sem outras tarefas que roubem o tempo.

Mesmo os pais que estão interessados somente na parte física, a massagem ajuda no relaxamento dos músculos, na regulação do intestino e na redução das famosas cólicas.

— Tivemos casos aqui de uma criança com intestino preso que conseguimos ajudar. Trabalhei frequentemente a técnica e passamos para a mãe, que fez em casa —, lembra Nelci.



Outros CEIs também podem ter shantala

A Secretaria Municipal de Educação irá avaliar os resultados obtidos no CEI Sigelfrid Poffo, no Vila Nova, já que o projeto ainda é experimental. Caso sejam positivos, a iniciativa podem se estender, no próximo semestre, para outras escolas ainda em caráter experimental.

As três professoras (Nelci, Alexandra e Rute) serão chamadas para explicar o projeto e assim entrará em discussão a possibilidade de implantá-lo em toda rede municipal, nas escolas de educação infantil.



Um pouco sobre a técnica

A massagem em bebês é feita milenarmente na Índi. Exclusivamente as mães fazem em seus filhos. O médico e pesquisador francês Frédérick Leboyer trouxe para o ocidente esta técnica no começo do século passado, que continua sendo repassado para mães até hoje. Se no oriente a técnica é aplicada em qualquer lugar, sem muito conforto, no Brasil e em outros Países do oriente é o conforto e o carinho que marcam a aplicação.

É necessário massagear o corpo inteiro da criança, usar óleo e evitar correntes de ar. No momento de aplicação, conversar e trocar carinhos com o bebê.




A NOTÍCIA- 03/07
http://www.clicrbs.com.br/anoticia/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&section=Geral&newsID=a3374618.xml

5 de jul de 2011

Campanha contra a poliomielite é novamente prorrogada até 15/7

Fonte: http://s.glbimg.com


Mesmo com a prorrogação, em todo o Estado, da campanha contra a paralisia infantil até o dia 1° de julho, Joinville não conseguiu atingir a meta mínima de 95% de cobertura da vacinação estipulada pelo Ministério da Saúde.
Do total de 35.579 crianças entre zero e cinco anos que deveriam ser vacinadas, apenas 31.608 foram imunizadas até a última sexta-feira (1º/7), ou seja 88% da meta. Os dados incluem as vacinas realizadas nos 56 postos de saúde e em clínicas particulares.
Devido a baixa adesão, a Secretaria Municipal da Saúde decidiu prorrogar a vacinação até o dia 15 de julho. A orientação é para que os pais que ainda não levaram seus filhos para tomar a gotinha, procurem a unidade de saúde mais próxima de sua casa. Para tomar a vacina é preciso apresentar a carteira de vacinação ou a certidão de nascimento da criança.
“É uma questão de responsabilidade dos pais. Todos os postos de saúde estão atendendo normalmente. Temos ainda a sala de vacinação na Rua Itajaí (sede da Vigilância em Saúde). Basta procurar uma das unidades”, ressaltou Rosilei Weis, gerente da Vigilância em Saúde do município.
A vacina contra a paralisia infantil é gratuita e deve ser tomada em duas doses. A segunda fase da campanha começa no dia 13 de agosto quando também será iniciada a vacinação Tríplice Viral (VTV) que imuniza contra o sarampo, caxumba e rubéola. O público-alvo da VTV são crianças de 1 a 7 anos de idade incompletos. A vacina estará disponível em todos os postos de saúde.

Duas décadas sem casos de paralisia

Este é o 32° ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite no Brasil e o 22° ano consecutivo sem a doença no país. O Brasil está livre do poliovirus selvagem – vírus causador da paralisia infantil – desde 1990. Os últimos casos da doença em Santa Catarina foram registrados em 1989 nos município de São José, Caçador e Laguna.
Em 1994, o Brasil recebeu o Certificado Internacional de Erradicação da Transmissão Autóctone do Poliovirus Selvagem e, a partir de então, o país assumiu o compromisso de manter altas coberturas de vacinação entre as crianças até os cinco anos de idade.

Aula inaugural


No dia 28 de junho, aconteceu a aula inaugural dos curso de História, Matemática,Ciências Biológicas, Artes Visuais, Pedagogia, Pedagogia, Pedagogia, Sociologia e Filosofia e Pedagogia. Os novos aluos foram recepcionados pela equipe AUPEX e encaminhados às salas onde tiveram a primeira aula com seus professores. Durante o intervalo foi servido um coquetel aos acadêmicos.

Desejamos a todos ótimos estudos e muito sucesso!

Socialização de estágio - Pedagogia

Alunas da professora Sandra Helena Castilho, da turma de Pedagogia PED 8511, em socialização de estágio.