28 de mai de 2013

Turmas de Pedagogia assistem palestra sobre a necessidades de inclusão do aluno com deficiência visual




No dia 27 de maio, o professor Osmar João Pavesi realizou palestra a respeito do tema Inclusão do aluno com deficiência visual para os alunos do curso de Licenciatura em Pedagogia, turmas PED 0610 e PED0652. Graduado em Pedagogia e Pós Graduado em Educação Especial e Inclusão, o palestrante apresentou um rico material contendo os tipos de tecnologias assistivas necessárias à inclusão do aluno com deficiência visual, a história da inclusão desse aluno no ensino regular no Brasil, a necessidade da parceria entre as equipes da educação especial e do ensino regular para a efetiva aprendizagem do aluno cego, bem como os direitos desse aluno na escola e na vida social.

O palestrante defende que o aluno cego deve passar mais tempo em atividades de educação especial do que o realizado atualmente na prefeitra de Joinville até que esteja mais preparado para a educação regular. Isso porque a preparação em Atividades da Vida Diária, foco do trabalho da educação especial, facilita a inclusão do aluno e a aquisição das aprendizagens escolares. 

Os alunos foram informados que o Instituto Benjamim Constant no Rio de Janeiro fornece gratuitamente material de ensino em braile para escolas que possuem alunos cegos. O MEC – Ministério da Educação fornece a todos os alunos com deficiência visual do Ensino Médio matriculados na rede pública de ensino notebooks adaptados como recurso de ensino. Aos alunos matriculados no ensino fundamental, esse recurso deve ser usado para trabalhos escolares, mas com parcimônia, uma vez que os computadores, nesse caso, com sistema de voz, acabam por não promover a leitura e a escrita por parte do aluno. 

Sobre o cotidiano em sala de aula do aluno com deficiência visual foi salientada a necessidade de alfabetização em braile o quanto antes. Uma vez realizado esse processo, faz-se necessário que todos os materiais trabalhados com a turma sejam disponibilizados em braile para o aluno cego e que um tradutor esteja sempre disponível para transcrever as produções escolares para que o professor possa realizar a correção.

Professora tutora responsável: Aline Ayres Mendes Ferreira

Nenhum comentário: