5 de mar de 2014

Pós-graduação: o caminho para o sucesso em diversas áreas


Hoje em dia, no que diz respeito ao conhecimento, cada vez mais as empresas buscam profissionais especializados que vão agregar em seu empreendimento e se tornar um dos colaboradores mais dedicados. Nesse sentido, as exigências do mercado de trabalho para contratação de um novo colaborador são muitas e, diante deste cenário, cursar a graduação hoje se tornou um requisito básico para um bom profissional e muitos já buscam um nível de qualificação além deste.

E a saída encontrada por muitos brasileiros tem sido a de fazer uma pós-graduação, seja na modalidade Lato Sensu - Especialização ou Master of Business Administration (MBA) - ou Stricto Sensu - Mestrado e Doutorado -, em busca de ampliar suas chances da ascensão profissional e financeira.
Muitos candidatos a este ensino continuado optam, normalmente, por cursos que não tragam mais custos, para que não seja um gasto a mais nas despesas já contidas no orçamento. Por isso, procuram cursos de pós-graduação gratuitos, como o lato sensu em Língua Portuguesa, oferecido pelo Liceu Literário.

Coordenador do curso, o professor Castellar de Carvalho explica um pouco sobre o perfil de quem procura por esta formação e ressalta a importância de se buscar a educação continuada, seja ela gratuito ou não. “Geralmente os profissionais que orientamos no curso de especialização de Língua Portuguesa do Liceu são professores da rede de ensino pública. Tendo esta formação, eles recebem uma gratificação que varia de acordo com a Secretaria de Educação. Então existe esta melhoria. E é muito bom porque, pelo lado acadêmico, ele tem um curso com um corpo docente de alto nível, que os prepara durante um ano e os qualifica para serem professores mais especializados, e podem até preencher lacunas deixadas pelo ensino superior.”

Muitos profissionais levam em consideração o que uma pós-graduação pode contribuir para sua formação, além do sentido monetário. Castellar cita que as contribuições são inúmeras frente à formação de um cientista mais completo. “A pós-graduação pode contribuir para ampliar os horizontes dos candidatos nas áreas pretendidas por ele e muitas outras habilidades que pode-se acrescentar. No Liceu Literário, por exemplo. O estudo é no sentido amplo.”

 


O diferencial de uma pós bem-sucedida

Para alguns, fazer uma pós-graduação pode sair caro e desgastante. Para muitos outros, é uma certeza de sucesso. Mesmo com toda a correria do dia a dia, afazeres domésticos, trabalho, família etc, uma pós-graduação pode ser o diferencial para a entrada definitiva no mercado de trabalho, garantindo ao aluno estabilidade e sucesso na carreira. Esse é o caso de Andrea Sogas Pereira, atual gerente da Cultura Inglesa. Convidada a ingressar no curso em Gestão de Negócios pela faculdade Ibmec, Andrea já lecionava há 30 anos, mas sempre teve em mente gerenciar um curso. “Depois de anos dando aula, você começa a querer outros horizontes. Após alguns anos como gerente da Cultura Inglesa, eu fui escolhida para fazer MBA em Gestão de Negócios em 2011”, diz a profissional.

Andrea Sogas ressalta que um dos principais desafios que enfrentou foi o fato de sua área de origem, a de Educação, não ter muita proximidade com o curso que fez, no segmento de Gestão. Mas, esta diferença, segundo ela, foi um dos melhores aspectos de sua formação, pois as disciplinas a ajudaram a ver o trabalho que realizava de outra forma.

“Uma das matérias que mais me influenciou foi Marketing de Serviços, onde aplico muito do que eu aprendi. Vemos questões como expectativa do cliente, comportamento do consumidor, como alinhar projetos no padrão de serviço e cenários de serviço em geral. Isso tudo foi muito importante pra mim, entre muitas outras que tive que me ajudam muito hoje em dia”, afirma. Para ela, a disciplina de Liderança também foi importante, pois a ajudou a gerenciar professores e funcionários.

Sua monografia, entregue em agosto de 2013, foi sobre “Inovação Educacional e Tecnológica no Ensino da Língua Inglesa”, falando dos diferenciais competitivos em uma escola de idiomas. Mesmo com todo o sucesso, a profissional afirma que é um grande desafio. “Você faz muitas amizades, tem um networking fantástico, com pessoas que trabalham em outros ramos e que te acrescentam muita coisa, mas é um desafio muito grande. Porque, no meu caso, eu sou casada, tenho duas filhas e netos, e ainda trabalho. Após da jornada de trabalho ter que ir pro curso e ficar até 22h30 não é fácil. A pessoa deve ser muito obstinada, deve ter muito comprometimento”, diz Andrea.

Mesmo com todas as dificuldades, é um investimento importante na carreira, pois é um diferencial no mercado competitivo que encontramos na atualidade. “No caso das pessoas que são mais novas e que, por acaso, não têm emprego ainda, elas vão ser diferenciadas. Já no caso das pessoas que têm um emprego, o MBA só tende a agregar mais valor para a atuação dela”.


 


Demanda por especialização cresce no setor produtivo

Coordenador de Pós-Graduação do Centro Universitário Augusto Motta (UniSuam), o professor Carlos Henrique Xerfan ressalta, nesta entrevista, aspectos que fazem da pós-graduação um diferencial para sucesso no mundo corporativo. Segundo ele, com a economia e o setor produtivo cada vez mais complexos, especialização tornou-se praticamente um requisito básico nos últimos tempos. “O fato é que, com o desenvolvimento econômico e tecnológico acelerado no Brasil e no mundo, a demanda por profissionais mais especializados em todas as áreas de atuação só tende a aumentar”, diz o especialista.

FOLHA DIRIGIDA — Por que é importante, nos dias de hoje, fazer um curso de pós-graduação?
Carlos Henrique Xerfan —
 A abrangência do termo “pós-graduação” é vasta. Enquadramos nesta definição uma série de titulações e tipos de formações em diferentes níveis e graus de aprofundamento, em um determinado tema. O fato é que, com o desenvolvimento econômico e tecnológico acelerado no Brasil e no mundo, a demanda por profissionais mais especializados em todas as áreas de atuação só tende a aumentar. A formação continuada em nível de Pós-Graduação passa a ser um referencial no aprimoramento profissional, na produção do conhecimento e na criação de redes de relacionamento entre pessoas e empresas - que podem fornecer mobilidade ao profissional, novas oportunidades e possibilitar ações inovadoras.

A pós-graduação amplia as possibilidades de empregabilidade? Por que?
Creio que sim. As oportunidades que podem surgir para um profissional além de terem relação com suas competências profissionais, perpassam a rede de contatos que este profissional possui, e por vezes, um curso de Pós-Graduação pode ajudar neste sentido. É importante escolher cursos que tragam alinhamento direto com a área que se deseja atuar, escolher bem o curso e a instituição é fator determinante para que o objetivo seja alcançado.

Que tipo de curso contribui mais com esta ampliação da empregabilidade? 
Depende da área de atuação e do objetivo de cada um. Programas relacionados a mestrados e doutorados acabam por ter um alinhamento mais forte com a produção do conhecimento e a carreira acadêmica e de pesquisa, que ainda se encontram em desenvolvimento em nosso país. A maioria das instituições vinculadas a pesquisa concentra-se em instituições de ensino superior (muitas vezes federais) que não enxergam ainda a separação do pesquisador do professor, que deveriam ser áreas diferentes de atuação em um modelo mais interessante. Empresas que desenvolvem ciência e tecnologia tem uma percepção mais clara sobre isso e podem usufruir mais destes profissionais. Doutores normalmente possuem os conhecimentos mais avançados em sua área de atuação e acabam sendo uma referencia. Sobre a empregabilidade, esta está sempre alinhada com a situação econômica do país. A Pós-Graduação entretanto, continua sendo um caminho para que o profissional possa ampliar os horizontes e buscar novas oportunidades.

O que costuma ser mais valorizado em um profissional que possui pós-graduação: a base teórica maior que ele tem ou a capacidade de lidar, na prática, com técnicas e estratégias a que não se tem acesso na graduação (como no caso dos MBAs por exemplo)?
São interdependentes. A base teórica sólida é o alicerce para uma prática eficiente e que busca os melhores resultados. O melhor profissional certamente é o que reúne as duas características e sabe dar aplicabilidade aos conceitos teóricos na vida real. O perfil dos MBA está muito alinhado com essa vivência: fomentar estudos de casos reais para que possa ser construída uma ponte efetiva entre os referenciais acadêmicos e formar profissionais mais preparados para lidar com o mundo real, aprendendo lições do mundo real e repensando estratégias.

Fonte: http://www.folhadirigida.com.br/

Nenhum comentário: